Segunda-feira, 22.11.10

Céus. Serei eu realmente assim?


tags:

publicado por Petit Mimi às 20:23 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Domingo, 24.10.10

Eu sei que provavelmente sou uma pessoa má. Aliás, eu de certeza que sou uma pessoa má.

Mas a mim, ninguém me tira da cabeça que aquela gente que coloca a vida toda - desde a cor das unhas, às 387 fotos do aniversário, a maior parte delas repetidas ou/e aborrecidas, no facebook - merece ser gozada à força toda.

Pronto, eu tenho facebook. Eu (às vezes) até comento os estados do meus amigos e coloco videoclips no mural, dos Beetles, já agora. Ah, e já me deixei do farmville e afins, aquilo enjoa ao fim de tipo... Três dias. Enfim, tenho facebook. Mas dái até expor a minha vida toda vai um longoooo caminho.

É que parece-me que as pessoas não têm bem noção que mais ninguém está interessado em saber que querem pintar o cabelo de preto, ou se foram ao dentista, ou se o carro não pegava de manhã. Não interessa, ponto final. Mas tem piada. Ver as figuras tristes. Ver as fotos privadas. Ver as mensagens melosas. Ver os comentários dos amigos "Ei, taxe bem?". Tem piada e eu, que estou de cama desde sexta, tenho-me divertido muito a ver o que é que os meus "amigos" fizeram no fim-de-semana. Houve alguém que fez anos, e colocou fotos do evento: o namorado com esparguete a sair-lhe pelas narinas, os amigos podres de bêbados, os presentes da Parfois. Outra pessoa mudou de casa, e aparentemente está a ser uma confusão, com maçanetas perdidas e um forto odor a tinta. E a minha prima começou a namorar, olha que bem, saber disto por uma rede social.

Enfim. Não sou melhor que eles, mas pelo menos não faço publicidade aos meus defeitos no facebook. Porque deve haver muita gente como eu, com um bocadinho de bom senso, pronta a gozar com estas situações tão fofas.


tags: , ,

publicado por Petit Mimi às 19:36 | link do post | comentar | ver comentários (5)

Quarta-feira, 13.10.10

 

Preciso tanto de uma cama fofinha...


tags:

publicado por Petit Mimi às 18:03 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Segunda-feira, 11.10.10

Acho que não vos contei que passei no exame de código. Momento para celebrar: Yay!

Agora estou a ter aulas de código. Não percebo porque é que nunca me disseram que controlar a embraiagem era tão difícil. Sacanas! Para já, o meu recorde é só deixar o carro ir abaixo 3 vezes numa hora. Já esteve pior.

Ontem fui buscar o rapaz a casa. Pronto, o meu pai ia ao lado, mão pronta a puxar do travão de estacionamento. Não contem a ninguém que já ando a conduzir à socapa pelas ruas daqui da terra. Mas estava eu a dizer, fui buscar o rapaz a casa. Acreditam que ele estava a tremer, a tremer de verdade, quando saiu do carro?

E é isto. Acho que vou apanhar um trauma tão grande que os únicos carros que irei conduzir serão os de choque.


tags: ,

publicado por Petit Mimi às 22:03 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 06.10.10

 

Eu nunca te disse, mas tenho de te confessar. Faz-me sentir infantil quando prometemos que será "para sempre". Porque prometer a eternidade parece coisa de criança, parece coisa de filmes de princesas e dragões, parece coisa que ultrapassa a realidade.

Os adultos - esses, de quem o Princepezinho não gostava nada, e com quem eu também não me consigo identificar - os adultos não fazem promessas dessas. Talvez fizessem, antigamente, mas aprederam que a vida é dura, e incerta, e deixaram-se de promessas românticas. Deixaram de acreditar, porque faz muito mais sentido ser-se livre, não pertencer a ninguém, não arriscar. É que, sabes, quem não arrisca também não sofre. E os adultos têm tanto medo de sofrer!

Por isso, quando me dizes que havemos de ficar juntos para sempre, eu sinto-me infantil. Sinto que estou a sonhar. Aos 18 anos ninguém faz promessas para a vida. Em que raio estamos nós a pensar, rapaz? O "para sempre" demora muito tempo, requer muitos sacrifícios, obriga a engolir muitos sapos. Era mais fácil não prometer nada, e quando deixar de dar, olha, adeus até um dia, foi giro, vai lá para uma discoteca qualquer arranjar outra gaja que eu faço o mesmo.

Mas não, nada disso. Tu dizes e eu acredito em ti. Para sempre. E essa ceretza, que eu tanto quero alcançar, faz-me sentir vulnerável, nunca ninguém vai acreditar, nunca ninguém vai valorizar que nós, 18 anos acabados de fazer, estejamos já a pensar no futuro. Vão chamar-nos tolos, vão dizer que não sabemos nada de amor, vão rir-se de nós. Os adultos riem-se de quem é mais corajoso que eles.

As crianças é que fazem promessas dessas. E, por vezes, nem elas as conseguem cumprir... Como esperas tu que nós consigamos?

Mas tu dás-me a mão, e sussurras "para sempre". E eu posso não perceber nada da vida. Posso nunca ter sentido a sua verdadeira dureza, posso ter tido a sorte de nascer sob estas circunstâncias. Eu posso ser realmente ingénua, como uma criança. Mas se ser criança - sentir, amar como uma criança - é o necessário para ficarmos juntos, eu aceito.

Porque ainda há muito que eu não sei, mas quero aprendê-lo ao teu lado. E mostrar-lhes que estão enganados.


tags: , , ,

publicado por Petit Mimi às 19:43 | link do post | comentar | ver comentários (8)

Segunda-feira, 20.09.10

 

Fui ao Dia da Defesa Nacional. A.k.a : dia em que nos tentam convencer à força toda a juntarmo-nos às forças armadas, não vá agora Portugal entrar em guerra. Ui, é que nós, com estes recursos naturais e humanos todos, somos um pitéu para o inimigo!

Enfim. Quem já foi sabe do que estou a falar, e quem não foi... Upa upa, nem sabem o que vos espera. Ok, não vos espera grande coisa, mas estou a tentar não ser desmancha-prazeres. Até foi mais ou menos giro, e fiquei com vontade de pilotar aviões. Embora o mais perto que alguma vez estarei disso é na feira popular, eu sei.

Só queria mesmo dizer é que voltei de lá doente. Muito doente, ao ponto de mal me aguentar em pé. E amanhã começa a praxe... Sim senhor, estamos numa bela situação!

 

 

Ps - Para todas vocês que, tal como eu, entram esta semana académica... Um grande beijinho de boa sorte, e muitos benurons para curar as dores no corpo :)


tags: , ,

publicado por Petit Mimi às 21:56 | link do post | comentar | ver comentários (7)

Sexta-feira, 17.09.10

 

Sinto-me com vontade de me esconder de tudo, tudo. Correr para debaixo dos lençóis e ficar lá, até passar...

Mas não nos podemos esconder da vida. Pelo menos é o que me têm dito...


tags: ,

publicado por Petit Mimi às 00:06 | link do post | comentar | ver comentários (3)

mais sobre mim
arquivos

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010